sexta-feira, 13 de agosto de 2010

''o senhor pode conferir,eu fiz tudo certo, só errei quando coloquei sentimento. só fiz bobagens e me dei mal quando ouvi este louco coração de criança que insiste em não endurecer e se recusa a envelhecer.''  (Clarice Lispector)
penso sempre que um dia a gente vai se encontrar de novo, e que então tudo vai ser mais claro, que não vai mais haver medo nem coisas falsas. há uma porção de coisas minhas que você não sabe, e que precisaria saber para compreender todas as vezes que fugi de você e voltei e tornei a fugir. são coisas difíceis de serem contadas, mais difíceis talvez de serem compreendidas - se um dia a gente se encontrar de novo, em amor, eu direi delas, caso contrário não será preciso. (Caio F. Abreu)
meu deus, mas como você me dói de vez em quando. (Caio F. Abreu)

sábado, 10 de julho de 2010

"Tô exausto de construir e demolir fantasias. Não quero me encantar com ninguém."

'' Penso, com mágoa, que o relacionamento da gente sempre foi um tanto unilateral, sei lá, não quero ser injusto nem nada - apenas me ferem muito esses teus silêncios."

Caio Fernando Abreu

Não choro mais. Na verdade, nem sequer entendo porque digo mais, se não estou certo se alguma vez chorei. Acho que sim, um dia. Quando havia dor. Agora só resta uma coisa seca. Dentro, fora.


Caio Fernando Abreu

meu manual de instruções

"Pode invadir
Ou chegar com delicadeza
Mas não tão devagar que me faça dormir
Não grite comigo, tenho o péssimo hábito de revidar
Acordo pela manhã com ótimo humor
Mas ... permita que eu escove os dentes primeiro
Toque muito em mim
Principalmente nos cabelos
E minta sobre minha nocauteante beleza
Tenho vida própria
Me faça sentir saudades
Conte algumas coisas que me façam rir
Viaje antes de me conhecer
Sofra antes de mim para reconhecer-me
Acredite nas verdades que digo
E também nas mentiras, elas serão raras e sempre por uma boa causa.
Respeite meu choro
Me deixe sozinha
Só volte quando eu chamar
E não me obedeça sempre que eu também gosto de ser contrariada
Então fique comigo quando eu chorar, combinado?
Seja mais forte que eu e menos altruísta!
Não se vista tão bem...
Gosto de camisa para fora da calça,
Gosto de braços
Gosto de pernas
E muito de pescoço.
Reverenciarei tudo em você que estiver a meu gosto: boca, cabelos, cheiros, olhos, mãos...
Leia, escolha seus próprios livros, releia-os.
Odeie a vida doméstica e os agitos noturnos.
Seja um pouco caseiro e um pouco da vida
Não goste tanto de boate que isto é coisa de gente triste.
Não seja escravo da televisão, nem xiita contra.
Nem escravo meu
Nem filho meu
Nem meu pai.
Escolha um papel para você que ainda não tenha sido preenchido e o invente muitas vezes.
Me enlouqueça uma vez por mês
Mas me faça uma louca boa
Uma louca que ache graça em tudo que rime com louca: loba, boba, rouca, boca ...
Goste de música e de sexo
Goste de um esporte não muito banal
Não invente de querer muitos filhos
Me carregar pra a missa, apresentar sua família... isso a gente vê depois ... se calhar ...
Deixa eu dirigir o seu carro, que você adora
Quero ver você nervoso,inquieto
Olhe para outras mulheres
Tenha amigos que se tornem meus amigos e digam muitas bobagens juntos.
Me conte seus segredos ...
Me faça massagem nas costas.
Não fume
Beba
Chore
Eleja algumas contravenções.
Me rapte!
Se nada disso funcionar ...
Experimente me amar!”

M.M.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

me identifiquei MUITO com esse trecho:

Algumas vezes, eu fiz muito mal para pessoas que me amaram. Não é paranóia não. É verdade. Sou tão talvez neuroticamente individualista que, quando acontece de alguém parecer aos meus olhos uma ameaça a essa individualidade, fico imediatamente cheio de espinhos e corto relacionamentos com a maior frieza, às vezes firo, sou agressivo e tal. É preciso acabar com esse medo de ser tocado lá no fundo. Ou, é preciso que alguém me toque profundamente para acabar com isso. 

C.F.A

segunda-feira, 7 de junho de 2010

"...Quero beber!! Gritar! Estou tão morta, hoje. Vou arrancar fora esses sapatos. Vou tomar banho. Vou tentar ficar gelada como os cadáveres devem ser. Mas antes de qualquer coisa vou repetir que te amo e depois trocar o disco, porque esse já deu o que tinha que dar. Mulher cantando. Chatas demais. E eu estou nervosa. Lexotan, naturalmente. Beijos. Beijos. E os meus dois seios. Sua A."




F.Y.

But no one said life was easy
Yeah, but no one said-no one said
Nothings s'possed to happen right?
No, no one told me anything
To prepare me for fucking this

Theres another boy genius whose fucking gone
Don't tell me it don't matter
Don't tell me i've had three days to get over it
It won't go away
It just won't go away

R.I.P. - Bikini Kill

"Eu não entendia, não entendo e nunca poderia entender – veja bem, ela dizia me amar. Sim, claro, eu sou uma doente mental que acredita no que nos dizem... "


Fernanda Young

terça-feira, 1 de junho de 2010

Nunca é tarde pra recomeçar a viver, com ou sem você ♪

Nossa musica não toca mais no rádio,
aquela que dizia: I need you, and you need me,this is so plain to see ♪
os bilhetes, os recados, tudo vai e volta..
Se você soubesse que isso me deixa em pedaços você pararia?
Se tudo tivesse tido um fim, um real fim, um não te quero mais,
seria diferente?
Eu quiz, eu tentei parar, mais você não deixou..
e quando você tentou, eu me neguei a aceitar.
Você ainda tem nossas fotos, aquelas que no momento de raiva eu apaguei,
será que isso significa alguma coisa?
Será que vale a pensa construir esperança sobre um mero detalhe?
Sou toda duvidas, toda razão.. ninguem sabe como eu sou.. você sabe,
é, você, pra você eu falo tudo, conto tudo, com uma expontaniedade de dar medo.
Saber que você não tem ninguem a tanto tempo,
saber que nossa história não vai ser esquecida, 
tentar que isso seja o bastante,
e continuar assim.. conformada.
se alguém pudesse ao menos entender,
é alguem.. ninguem sabe!
pra ser bem sincera nem eu sei,
juro que não queria que sempre fosse você nos meus pensamentos,
juro que não queria lembrar você quando falo do meu passado,
mais é tão dificil!
tá marcado de uma forma, que não tem como não mencionar,
e tudo sempre me leva a você, as pessoas, os lugares,
tenho tanto medo da sua imagem desaparecer da minha cabeça.
Porque por enquanto eu ainda arranjo desculpas pra não seguir em frente,
mais eu sei que quando seu rosto se for, não tem mais volta..

ninguem pode saber, o quanto eu penso e sinto por você ♪

terça-feira, 25 de maio de 2010

Em certa madrugada fria e chuvosa alguém bateu na porta,
vacilei, não quis abrir, 
pensei que fosse a saudade que viesse me invadir,
bateu de novo, dessa vez não insistiu,
desceu as escadas e para sempre partiu..
deixando na porta essas palavras fatais:
 - 'Eu sou a felicidade e não voltarei jamais!'


minha mãe que escreveu *-*

sexta-feira, 14 de maio de 2010

"O sentimento do irreparável gelou-me de novo. E eu compreendi que não podia suportar a idéia de nunca mais escutar esse riso. Ele era para mim como uma fonte no deserto. Meu bem, eu quero ainda escutar o teu riso."

Antoine de Saint-Exupéry
 Há coisas que não podem ser reveladas,
 e há coisas que ninguem pode modificar...

quarta-feira, 12 de maio de 2010



"Você devia ter feito alguma coisa para me ter. ou me deter.

É fim de tarde. E, você sabe,

Eu te amava."

- F.Y.

sábado, 8 de maio de 2010

da onde já se viu ter medo de ser F-E-L-I-Z ?
Cortando os meus erros, mas
não os defeitos especificamente..
Sim, eu sempre fico assim toda fria e correta
quando nem ao menos sei o que fazer.
Isso é sempre tão constante,
tentar ser a dona da verdade quando
sou eu quem cometo os maiores pecados!
Chega a ser enjoativo de olhar, pois,
por mais que pareça a coisa certa a fazer,
pra mim é tudo tão careta..

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Na terra do coração

Na terra do coração passei o dia pensando - coração meu, meu coração. Pensei e pensei tanto que deixou de significar uma forma, um órgão, uma coisa. Ficou só com-cor, ação - repetido, invertido - ação, cor - sem sentido - couro, ação e não. Quis vê-lo, escapava. Batia e rebatia, escondido no peito. Então fechei os olhos, viajei. E como quem gira um caleidoscópio, vi:

Meu coração é um sapo rajado, viscoso e cansado, à espera do beijo prometido capaz de transformá-lo em príncipe.

Meu coração é um álbum de retratos tão antigos que suas faces mal se adivinham. Roídas de traça, amareladas de tempo, faces desfeitas, imóveis, cristalizadas em poses rígidas para o fotógrafo invisível. Este apertava os olhos quando sorria. Aquela tinha um jeito peculiar de inclinar a cabeça. Eu viro as folhas, o pó resta nos dedos, o vento sopra.

Meu coração é um mendigo mais faminto da rua mais miserável.

Meu coração é um ideograma desenhado a tinta lavável em papel de seda onde caiu uma gota d’água. Olhado assim, de cima, pode ser Wu Wang, a Inocência. Mas tão manchado que talvez seja Ming I, o Obscurecimento da Luz. Ou qualquer um, ou qualquer outro: indecifrável.

Meu coração não tem forma, apenas som. Um noturno de Chopin (será o número 5?) em que Jim Morrison colocou uma letra falando em morte, desejo e desamparo, gravado por uma banda punk. Couro negro, prego e piano.

Meu coração é um bordel gótico em cujos quartos prostituem-se ninfetas decaídas, cafetões sensuais, deusas lésbicas, anões tarados, michês baratos, centauros gays e virgens loucas de todos os sexos.

Meu coração é um traço seco. Vertical, pós-moderno, coloridíssimo de neon, gravado em fundo preto. Puro artifício, definitivo.

Meu coração é um entardecer de verão, numa cidadezinha à beira-mar. A brisa sopra, saiu a primeira estrela. Há moças na janela, rapazes pela praça, tules violetas sobre os montes onde o sol se p6os. A lua cheia brotou do mar. Os apaixonados suspiram. E se apaixonam ainda mais.

Meu coração é um anjo de pedra de asa quebrada.

Meu coração é um bar de uma única mesa, debruçado sobre a qual um único bêbado bebe um único copo de bourbon, contemplado por um único garçom. Ao fundo, Tom Waits geme um único verso arranhado. Rouco, louco.

Meu coração é um sorvete colorido de todas as cores, é saboroso de todos os sabores. Quem dele provar, será feliz para sempre.

Meu coração é uma sala inglesa com paredes cobertas por papel de florzinhas miúdas. Lareira acesa, poltronas fundas, macias, quadros com gramados verdes e casas pacíficas cobertas de hera. Sobre a renda branca da toalha de mesa, o chá repousa em porcelana da China. No livro aberto ao lado, alguém sublinhou um verso de Sylvia Plath: "Im too pure for you or anyone". Não há ninguém nessa sala de janelas fechadas.

Meu coração é um filme noir projetado num cinema de quinta categoria. A platéia joga pipoca na tela e vaia a história cheia de clichês.

Meu coração é um deserto nuclear varrido por ventos radiativos.

Meu coração é um cálice de cristal puríssimo transbordante de licor de strega. Flambado, dourado. Pode-se ter visões, anunciações, pressentimentos, ver rostos e paisagens dançando nessa chama azul de ouro.

Meu coração é o laboratório de um cientista louco varrido, criando sem parar Frankensteins monstruosos que sempre acabam destruindo tudo.

Meu coração é uma planta carnívora morta de fome. 

Meu coração é uma velha carpideira portuguesa, coberta de preto, cantando um fado lento e cheia de gemidos - ai de mim! ai, ai de mim!

Meu coração é um poço de mel, no centro de um jardim encantado, alimentando beija-flores que, depois de prová-lo, transformam-se magicamente em cavalos brancos alados que voam para longe, em direção à estrela Veja. Levam junto quem me ama, me levam junto também.Faquir involuntário, cascata de champanha, púrpura rosa do Cairo, sapato de sola furada, verso de Mário Quintana, vitrina vazia, navalha afiada, figo maduro, papel crepom, cão uivando pra lua, ruína, simulacro, varinha de incenso.

Acesa, aceso - vasto, vivo: meu coração é teu.





Caio Fernando Abreu

domingo, 2 de maio de 2010

I lit my pain on fire
And I watched it all burn down
Now I'm dancing in the ashes
And there's no one else around
Because I wanna be part of something
This is just a story of a broken soul


As days go by my heart grows cold
I can't seem to let this all pass me by!




Papa Roach - Take Me
ando tão perdida em mim mesma,
nem sei ao menos o que eu sou..
uma vontade estranha de se esconder,
esse medo de se abrir, de ser, de ter
quase um trauma..
será que se privar de sentir doi ainda mais?

sábado, 1 de maio de 2010


- Esse orgulho não vai te levar a lugar nenhum. 
- Ótimo, adoro ficar em casa!


AS RAZÕES QUE O AMOR DESCONHECE 
13 de julho de 1998 

Você é inteligente. Lê livros, revistas, jornais. Gosta dos filmes do Woody Allen, do Hal Hartley e do Tarantino, mas sabe que uma boa comédia romântica também tem o seu valor. É bonita. Seu cabelo nasceu para ser sacudido num comercial de xampu e seu corpo tem todas as curvas no lugar. Independente, emprego fixo, bom saldo no banco. Gosta de viajar, de música, tem loucura por computador e seu fettuccine ao pesto é imbatível. Você tem bom humor, não pega no pé de ninguém e adora sexo. Com um currículo desses, criatura, por que diabo está sem namorado?

Ah, o amor, essa raposa. Quem dera o amor não fosse um sentimento, mas uma equação matemática: eu linda + você inteligente = dois apaixonados. Não funciona assim. Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem, caso contrário os honestos, simpáticos e não-fumantes teriam uma fila de pretendentes batendo à porta. O amor não é chegado a fazer contas, não obedece à razão. O verdadeiro amor acontece por empatia, por magnetismo, por conjunção estelar. Costuma ser despertado mais pelas flechas do Cupido do que por uma ficha limpa.

Você ama aquele cafajeste. Ele diz que vai ligar e não liga, ele veste o primeiro trapo que encontra no armário, ele adora o Planet Hemp, que você não suporta. Ele não emplaca uma semana nos empregos, está sempre duro e é meio galinha. Ele não tem a menor vocação para príncipe encantado, mas você não consegue despachá-lo. Quando a mão dele toca na sua nuca, você derrete feito manteiga. Ele toca gaita de boca, ele adora animais, ele escreve poemas. Por que você ama esse cara? Não pergunte pra mim.

Você ama aquela petulante. Você escreveu dúzias de cartas que ela não respondeu, você deu flores que ela deixou murchar, você levou-a para conhecer sua mãe e ela foi de blusa transparente. Você gosta de rock e ela de MPB, você gosta de praia e ela tem alergia a sol, você abomina o Natal e ela detesta o Ano-Novo, nem no ódio vocês combinam. Então? Então que ela tem um jeito de sorrir que o deixa imobilizado, o beijo dela é mais viciante que LSD, você adora brigar com ela e ela adora implicar com você. Isso tem nome.

Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, veste-se bem e é fã do Caetano. Isso são referências, só. Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca. Ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam, pela fragilidade que se revela quando menos se espera. Amar não requer conhecimento prévio nem consulta ao SPC. Ama-se justamente pelo o que o amor tem de indefinível. Honestos existem aos milhares, generosos tem às pencas, bons motoristas e bons pais de família, tá assim, ó. Mas só o seu amor consegue ser do jeito que ele é.

Martha Medeiros

quinta-feira, 29 de abril de 2010

"Prezada Mulherzinha,


Se existe alguém que pode falar o que vou falar para você, sou eu. Então, por favor, tenha a humildade de admitir que sei o que estou falando. Pois o que eu te direi é duro, mas poderá te fazer um bem enorme.

Chega. Chega de se comportar assim. Como se estivesse lutando pelo posto de rainha da bateria. De Miss Maravilha do Mundo. Basta de ataques, dessa competitividade suburbana eu sou a melhor, eu sou a mais alta, eu sou a mais gostosa do pedaço. Ninguém tá ligando a mínima se você corre 10 quilômetros ou se aplicou Botox nessa sua testa sem expressão. Ou se você é assim porque ainda não passa de uma menininha que quer ser mais perfeita do que a mãe, conquistar o amor do pai e ser a primeira da classe. Esse teu afã psicopata de vencer todas as paradas só te deixa ridícula. E me faz querer usar um termo que odeio: coisa de mulherzinha. Mulherzinha é que tem essa mania de estar sempre desconfiada das amigas, porque todas teriam inveja do seu corpão e do seu cabelão estilo falso-loiro-natural-cinco-tons. Lamento informar, querida, que ninguém sente inveja de você. Por isso, chega de dizer por aí que, para não atrair olho grande, é bom ficar de bico fechado sobre a tal possível promoção que você terá no trabalho. Relaxa, ninguém está a fim de ser você. Tente, portanto, ser você com mais leveza. E lembre-se: esse negócio de dizer que não se pode confiar em mulheres só comprova que você é uma pessoa maliciosa. Sendo que isso está longe de ser porque você é fêmea...

Seja honesta uma vez na vida: confesse. Que você não é nada tão wild quanto se vende. Que não sabe falar tão bem inglês assim. Que fez escova progressiva. Que tem dermatite. E enfim você terá alguma paz, pois se reconhece humana, e não a barbie boba que você procura ser. Acredite: idiotice só te faz charmosa para os cafajestes. Se continuar assim, nunca vai aparecer aquele cara bacana que você gostaria que aparecesse; para lutar por você, até te conquistar, e destruir essa tua linda silhueta com uma gestação de 15 quilos.

É triste, amiga Mulherzinha, mas você terá que abrir mão da máscara de rímel que cobre a sua verdade."

(Fernanda Young)
"É preciso ter tristeza. Tristeza não é ruim. Quase todo mundo só quer escutar musiquinhas alegres, ir dançar em lugares barulhentos, ficar falando o tempo inteiro. Porque eles tem medo da tristeza. Mas não é a tristeza que mata." 

A sombra das vossa asas - Fernanda Young

quarta-feira, 28 de abril de 2010

"Atenção para um aviso importante:
A mediocridade é opcional.
Ao contrário das outras mazelas da vida, essa você só tem se quiser. Sendo que já não será um medíocre quem tentar não sê-lo.
E tentar é fácil, tente.
Está provado: o ser humano é metade genes, metade meio-ambiente.
Você não pode fazer nada se a genética não lhe favoreceu em algum aspecto, mas pode fazer tudo para melhorar a qualidade da sua relação com o resto do mundo.
Tirando dele o que ele tem de melhor e vice-versa.
Não estamos dizendo que vai ser fácil mas por acaso é fácil dançar a dança da garrafa?
Comece negando tudo que lhe parecer "medianamente médio".
Lembre-se que ser medíocre é mais confortável, por isso fuja do "ah, se tanta gente gosta, por que que eu não vou gostar?" 
Você não vai gostar porque você merece melhor.
Já que ser mediocre é viver na zona franca da existência.
Feliz por ser mais um igual. 
Quando só a diferença faz diferença, por menos diferente que ela seja.
Só rompendo com esse poder - sim, a mediocridade é um poder, que controla nossa vida como um déspota cafona - só rompendo com esse poder, poderemos salvar a humanidade.
A luta é diária e individual.
Mas sempre valerá a pena, pois de mesmice morrem os mesmos".



Fernanda Young

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Enquanto eu tiver perguntas e não houver respostas... continuarei a escrever.


Clarice Lispector
passei com isso na cabeça hoje, parece que as palavras dela sairam da minha boca:




Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato... Ou tocaou não toca


Clarice Lispector

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Para quem me odeia.

Eu te amo. E não seria metade do que sou sem você, juro. É seu ódio profundo que me dá forças para continuar em frente, exatamente da minha maneira. Prometa que nunca vai deixar de me odiar ou não sei se a vida continuaria tendo sentido para mim. Eu vagaria pelas ruas insegura, sem saber o que fiz de tão errado. Se alguém como você não me odeia, é porque, no mínimo, não estou me expressando direito. Sei que você vive falando de mim por aí sempre que tem oportunidade, e esse tipo de propaganda boca a boca não tem preço. Ainda mais quando é enfática como a sua - todos ficam interessados em conhecer uma pessoa que é assim, tão o oposto de você. E convenhamos: não existe elogio maior do que ser odiado pelos odientos, pelos mais odiosos motivos. Então, ser execrada por você funciona como um desses exames médicos mais graves, em que "negativo" significa o melhor resultado possível. Olha, a minha gratidão não tem limites, pois sei que você poderia muito bem estar fazendo outras coisas em vez de me odiar - cuidando da sua própria vida, dedicando-se mais ao seu trabalho, estudando um pouco.
Mas não: você prefere gastar seu precioso tempo me detestando. Não sei nem se sou merecedora de tamanha consideração. Bom, como você deve ter percebido, esta é uma carta de amor. E, já que toda boa carta de amor termina cheia de promessas, eis as minhas: Prometo nunca te decepcionar fazendo algo de que você goste. Ao contrário, estou caprichando para realizar coisas que deverão te deixar ainda mais nervoso comigo. Prometo não mudar, principalmente nos detalhes que você mais detesta. Sem esquecer de sempre tentar descobrir novos jeitos de te deixar irritado. Prometo jamais te responder à altura quando você for, eventualmente, grosseiro comigo, ao verbalizar tão imenso ódio. Pois sei que isso te faria ficar feliz com uma atitude minha, sendo uma ameaça para o sentimento tão puro que você me dedica. Prometo, por último, que, se algum dia, numa dessas voltas que a vida dá, você deixar de me odiar sem motivo, mesmo assim continuarei te amando. Porque eu não sou daquelas que esquece de quem contribuiu para seu sucesso. Pena que você não esteja me vendo neste momento, inclusive, pois veria o meu sincero sorrisinho agradecido - e me odiaria ainda mais.

Com amor, da sua eterna.
Fernanda Young.
Pra que tantas duvidas?
não é mais facil esquecer e viver?
Porque eu tenho que ser tão complicada
cheia de razões,motivos e regras
Regras que eu mesma me imponho..
Pra que tanto medo de sentir?
se machucar faz parte da vida,
essa vida que me deixou tão fria..
Esse sistema já tá cansando,
mais eu não posso me ajudar..
são tantos os limites e razões que
não tem senha pra desbloquiar..
Liberdade as vezes cansa e
as vezes a gente se conhece tão bem que
não sabe de nada..

mais é assim, nas palavras que eu me encontro
nem que seja um pouquinho,
de mansinho assim..
esperando até o fim..
Não amo ninguém 
e é só amor que eu respiro !! ♪




quarta-feira, 21 de abril de 2010

''..mesmo que as pessoas continuem a machucar umas as outras, amar um ao outro não é desperdicio..''



Nana

You are my little baby girl,
We share all Our fears.
Such joy to hold you in my arms
and kiss away all your tears.
But now you’re gone, there’s only the pain
and nothing I can do about it.
And I don’t want to live this life any more,
If I can’t live for you.
To my beautiful baby girl.
Our love will never die…

De Vicious para Nancy


terça-feira, 20 de abril de 2010

é que talvez eu goste tanto,
que eu nem sei demonstrar...

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Não se ama duas vezes a mesma mulher.

-  Machado de Assis

terça-feira, 13 de abril de 2010

AAAAAAAAAAMEI:


'Sempre desprezei as coisas mornas, as coisas que não provocam ódio nem paixão, as coisas definidas como mais ou menos, um filme mais ou menos ,um livro mais ou menos.
Tudo perda de tempo. 
Viver tem que ser perturbador, é preciso que nossos anjos e demônios sejam despertados, e com eles sua raiva, seu orgulho, seu asco, sua adoraçao ou seu desprezo.
O que não faz você mover um músculo, o que não faz você estremecer, suar, desatinar, não merece fazer parte da sua biografia'



-  Martha Medeiros

quarta-feira, 7 de abril de 2010


- Ela é tão livre que um dia será presa.
- Presa por quê?
- Por excesso de liberdade.
- Mas essa liberdade é inocente?
- É. Até mesmo ingênua.
- Então por que a prisão?
- Porque a liberdade ofende.

Clarice Lispector 
'Talvez quando você se der conta que eu não te ame mais seja tarde demais, talvez quando você notar que eu não quero mais, que eu não irei mais insistir, que eu não vou mais forçar a barra seja tarde demais, e quando isso acontecer você não precisa vir aqui me encher de promessas e falar que tudo vai ficar bem, você não precisa me sorrir com sorriso mais largo do mundo e falar o típico " não pense mais em mim, não pense na gente " e depois de tanto ouvir essa palavras que doia demais aqui dentro do peito.Hoje eu consigo fazer isso sem o mínimo esforço e o que você tanto me pediu um dia eu já consigo fazer sem ter que ouvir de você com a maior frieza do mundo e eu só te peço uma coisa se for pra voltar , pra me fazer sofrer, pra rir da minha dor ou simplesmente ignorar todos esses fatos, sai, fecha a porta do meu coração e só volte quando aprender o que é a palavra amor aquilo que um dia eu tive tanto e dei e que você sempre desprezou , tchau amor , tô indo viver!!'

( Fernanda Fernandes )
se eu te digo afaste-se é porque eu sei do fim, é porque eu sei que meu riso é alto de um disfarce, meu riso é disfarce do meu cansaço, do que eu desacredito do mundo e de gostar, meus gestos são leves porque todo o peso é dentro, porque se eu não fizesse esse cotidiano exercício de pluma e penas eu arrastaria os pés e seria feia, e de tudo o que eu gastei a beleza me sobrou um pouco, de tudo, quando digo de tudo quero dizer a doçura e o regaço, a mãe, a irmã, fiquei aqui só como amante, como suspiro e matéria, fiquei aqui nua porque de outro modo não poderia ser, fiquei aqui com meus livros e minhas músicas e as plantas que morrem no quintal porque me ocupo de pensar na vida que vivi e errei e não gosto, e tenho medo e certeza de que não mudará jamais, já tive minha cota de príncipes e carrascos e não acredito mais em pares nem em marido e mulher, e isso eu aprendi numa língua que não era a minha e num deserto que eu me enganei. o que eu preciso que você entenda, e que entenda apesar e com seu coração grande, é que eu sou enorme de triste e não caibo em ninguém, não pertenço a ninguém nem lugar, que eu sou um bicho marcado e que, ao contrário de alguém que eu amo, meu coração é longe, mora refugiado no alto de uma escarpa e quem arrisca cai, e isso eu não não quero para você, que me faz tão feliz porque me esqueço. porque ao seu lado me esqueço

(não sei o nome da Autora, mais me identifiquei)
Minha DIVA Audrey. Sempre adimirei ela não só por sua beleza,mais pela elegância, além de ser muito inteligente e no meio de tantas loiras com curvas estilo Marilyn (que é minha diva tbem hihi) conseguiu se destacar e é adimirada até hoje! 
Pediram para que ela revelasse seus segredos de beleza, e ela revelou... em 10 passos:

1  Para ter lábios atraentes, diga palavras doces. 
2  Para ter olhos belos, procure ver o lado bom das pessoas. 
3  Para ter um corpo esguio, divida sua comida com os famintos. 
4  Para ter cabelos bonitos, deixe uma criança passar seus dedos por eles pelo menos uma vez por dia. 
5  Para ter boa postura, caminhe com a certeza de que nunca andará sozinho. 
6  Pessoas, muito mais que coisas, devem ser restauradas, revividas, resgatadas e redimidas; jamais jogue alguém fora. 
7  Lembre-se que, se alguma vez precisar de uma mão amiga, você a encontrará no final do seu braço. Ao ficarmos mais velhos, descobrimos porque temos duas mãos: uma é para ajudar a nós mesmos, a outra é para ajudar o próximo. 
8  A beleza de uma mulher não está nas roupas que ela carrega, ou na forma como penteia o cabelo. A beleza de uma mulher deve ser vista nos seus olhos, porque esta é a porta para seu coração, o lugar onde o amor reside. 
9  A beleza de uma mulher não está na expressão facial, mas a verdadeira beleza de uma mulher está refletida em sua alma. Está no carinho que ela amorosamente dá, na paixão que ela demonstra. 
10  A beleza de uma mulher cresce com o passar dos anos. 

terça-feira, 6 de abril de 2010

'Sou pessoa de dentro pra fora. Minha beleza está na minha essência e no meu caráter. Acredito em sonhos, não em utopia. Mas quando sonho, sonho alto. Estou aqui é pra viver, cair, aprender, levantar e seguir em frente.
Sou isso hoje...
Amanhã, já me reinventei.
Reinvento-me sempre que a vida pede um pouco mais de mim.
Sou complexa, sou mistura, sou mulher com cara de menina... E vice-versa. Me perco, me procuro e me acho. E quando necessário, enlouqueço e deixo rolar...
Não me dôo pela metade, não sou tua meio amiga nem teu quase amor. Ou sou tudo ou sou nada. Não suporto meio termos. Sou boba, mas não sou burra. Ingênua, mas não santa. Sou pessoa de riso fácil...e choro também!'

                 Tati Bernardi.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Já dizia Machado de Assis:
"As Melhores Mulheres Pertencem Aos Homens Mais Atrevidos "
Mulheres são como maçãs em árvores. As melhores estão no topo.
Os homens não querem alcançar essas boas, porque eles têm medo de cair e se
machucar. Preferem pegar as maçãs podres que ficam no chão, que não são
boas como as do topo, mas são fáceis de se conseguir.
Assim as maçãs no topo pensam que algo está errado com elas, quando na
verdade, ELES estão errados...
Elas têm que esperar um pouco para o homem certo chegar, aquele que é
valente o bastante para escalar até o topo da árvore.



eai que tipo de maça VOCÊ É? ou
Que tipo de maça você procura? ;)
"Hoje eu acordei sem nada no estômago, sem nada no coracão, sem ter para onde correr, sem colo, sem peito, sem ter onde encostar, sem ter quem culpar. Hoje eu acordei sem ter quem amar, mas aí eu olhei no espelho e vi, pela primeira vez na vida, a única pessoa que pode realmente me fazer feliz."  (T.B.)





Quanto mais falo, mais leio, mais me encontro me entendo
talvez esteja até me lapidando, me reinventando no meio dessas palavras
elas me consomem, me recriam, me encontram
não há palavras pra tantas...
Fernanda Young -

 A verdade é que me enchi, De você, de nós, da nossa situação sem pé nem cabeça. Não tem sentido continuarmos dessa maneira. Eu, nessa constante agonia o tempo todo imaginando como você vai estar. E você, numas horas doce, noutras me tratando como lixo. Não sou lixo. Tampouco quero a doçura dos culpados, artificial como aspartame. Fico pensando como chegamos a esse ponto. Não quero mais descobrir coisas sobre você, por piores ou melhores que possam ser. Assim, chega. Chega de brigas, de berros, de chutes nos móveis. Chega de climas, de choros, de silêncios abismais. Para quê, me diz? O que, afinal, eu ganho com isso? A companhia de uma pessoa amarga, que já nem quer mais estar ali, ao meu lado, mas em outro lugar? Sinceramente, abro mão. Vou atrás de um outro jeito de viver a minha vida, já que em qualquer situação diferente estarei lucrando. Bom é isso, se agora isso ainda me causa alguma tristeza, tudo bem. Não se expurga um câncer sem matar células inocentes..."
A vida já é tão difícil, por que a gente fica arranjando mais problemas pra gente? Que necessidade é essa de apertar o botão de auto-destruição? :s

Ando tentando não pensar demais nas coisas. Tentando não me apoiar em nenhuma das verdades que criei. Ando tentando não conversar, não amar, nem sequer gostar, não me apegar, não voltar atrás, não repensar, ignorar, me manter distante. Ando tentando superar !

(T.B.)
"Ao menos uma vez queria esquecer todos os porquês e deixar apenas que acontecesse" (T.B.)
Eu tô cansada dessas músicas de amor,
É tudo pura ilusão.
Elas não falam do buraco que você deixou,
Dentro do meu coração

É que pra mim não é tão fácil
Fingir que eu superei,
Acho que eu não sei mentir bem. ♪


Você Tá Namorando - Manoela Gavassi

' Recuse minha incapacidade de me achar amada e me ame. ' (T.B)



E chega! Há anos peço o príncipe e só me mandam o cavalo!!!


Você tem cheiro de roupa limpinha com mente suja e eu quero te rasgar inteiro. Mas apenas te dou um beijinho no rosto. Preciso me comportar! ( Tati B.)




Gente, tá na hora da gente ser muito feliz. Primeiro porque somos de verdade, depois porque somos filhos de Deus e, pra terminar, porque existe escova progressiva! (T.B)

domingo, 4 de abril de 2010

O quão sagrado é abrir mão de evoluir só porque andar pra trás é poder cruzar com você de novo.
- Tati Bernardi
Francamente, teu silêncio me dá nos nervos. 

_|_
Sinto a falta dele
como se me faltasse
um dente na frente:
excrucitante.



Clarice Lispector
O contrário do amor

O contrário de bonito é feio, de rico é pobre, de preto é branco, isso se aprende antes de entrar na escola. Se você fizer uma enquete entre as crianças, ouvirá também que o contrário do amor é o ódio. Elas estão erradas. Faça uma enquete entre adultos e descubra a resposta certa: o contrário do amor não é o ódio, é a indiferença.


O que seria preferível, que a pessoa que você ama passasse a lhe odiar, ou que lhe fosse totalmente indiferente? Que perdesse o sono imaginando maneiras de fazer você se dar mal ou que dormisse feito um anjo a noite inteira, esquecido por completo da sua existência? O ódio é também uma maneira de se estar com alguém. Já a indiferença não aceita declarações ou reclamações: seu nome não consta mais do cadastro.


Para odiar alguém, precisamos reconhecer que esse alguém existe e que nos provoca sensações, por piores que sejam. Para odiar alguém, precisamos de um coração, ainda que frio, e raciocínio, ainda que doente. Para odiar alguém gastamos energia, neurônios e tempo. Odiar nos dá fios brancos no cabelo, rugas pela face e angústia no peito. Para odiar, necessitamos do objeto do ódio, necessitamos dele nem que seja para dedicar-lhe nosso rancor, nossa ira, nossa pouca sabedoria para entendê-lo e pouco humor para aturá-lo. O ódio, se tivesse uma cor, seria vermelho, tal qual a cor do amor.


Já para sermos indiferentes a alguém, precisamos do quê? De coisa alguma. A pessoa em questão pode saltar de bung-jump, assistir aula de fraque, ganhar um Oscar ou uma prisão perpétua, estamos nem aí. Não julgamos seus atos, não observamos seus modos, não testemunhamos sua existência. Ela não nos exige olhos, boca, coração, cérebro: nosso corpo ignora sua presença, e muito menos se dá conta de sua ausência. Não temos o número do telefone das pessoas para quem não ligamos. A indiferença, se tivesse uma cor, seria cor da água, cor do ar, cor de nada.


Uma criança nunca experimentou essa sensação: ou ela é muito amada, ou criticada pelo que apronta. Uma criança está sempre em uma das pontas da gangorra, adoração ou queixas, mas nunca é ignorada. Só bem mais tarde, quando necessitar de uma atenção que não seja materna ou paterna, é que descobrirá que o amor e o ódio habitam o mesmo universo, enquanto que a indiferença é um exílio no deserto.
Falamos em fazer amor, mas amor se faz? Amor sufoca, amor desatina, amor é martelo, sino retinindo, marcação constante que não dá brecha para contra-ataque, carrapato chupando sangue da pele. Amor-obsessão, amor torneira pingando: até quando, até quando, até quando? Amar é amargo, e promessas amorosas são voláteis. Amor maldito que invade pensamentos, amor que nos carcome paulatinamente, câncer faminto, "ácido de um sim negativo", vida que brota destruindo. Mas amar não é negar o medo, a razão, o tempo? Amar é afirmação nascida de negativas, e não amar é sofrer mais. Você me falava no amor livre e descompromissado dos hippies, mas a liberdade não estava na prisão dos teus braços? Bah, liberdade sem limites acaba em anarquia, niilismo estéril, suruba sem tesão. Amor é como uma fotografia que fixa limites para superá-los. Amor é renúncia a muitas coisas, mas também a maior transcendência que podemos almejar neste mundo. Amar é tornar dois um: mãe com seu filho no ventre. Amor é parto, é dor; e nascemos chorando. 


( Alexandre Inagaki )
     "Continuo sempre me inaugurando, abrindo e fechando círculos de vida, jogando-os de lado, murchos, cheios de passado”.



- Clarice Lispector
"Odeio mentiras, cenas e teatros...
Pois descobri que se leva anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que em um instante, pode-se fazer coisas das quais se arrependerá pelo resto da vida."
( Clarice Lispector)
"Sabe o que quero de verdade? Jamais perder a sensibilidade, mesmo que às vezes ela arranhe um pouco a alma. Porque sem ela, não poderia mais sentir a mim mesma."
( Clarice Lispector)

sexta-feira, 2 de abril de 2010


I will turn myself around don't you try to stop me I won't cry ..I found myself In Wonderland

segunda-feira, 29 de março de 2010

é inacreditável a capacidade das pessoas de sentirem amor não é?
porque apesar de vermos casos desumanos por ai,onde quase seria IMPOSSIVEL não sentir algum sentimento
vemos pessoas que em menos de 1 mês ou até 1 semana já se amam e já são o AMOR da vida uma da outra!
e o mais engraçado ainda é ver essas pessoas falarem mal de outras por que acham que não é pra qualquer um que se fala eu te amo.Não é pra qualquer um, é pra QUALQUER UM! se é que me entendem..
sinceramente eu já cansei dessa  parada, sério, é tão fácil encontra o MELHOR AMIGO seu em 1 mês, o AMOR da sua vida.. poxa já se passaram anos e o meu não mudou, ou melhor as pessoas nos decepcionam em vez de nos conquistar em tão pouco tempo, o amor é tão facil de achar quando um rémedio em qualquer fármacia, você toma e tem efeito instantâneo, que bonito não é? Vou comprar uns e vou distribuir pros pais que matam filhos, pros maridos que batem nas mulheres.. porque se o amor é tão fácil assim onde ele está? Ou será que isso vem da mente de gente imatura que não entende NADA do assunto? deixa pra lá né.. eu que não sei de nada ..

sábado, 27 de março de 2010

Não tenho tempo pra mais nada, ser feliz me consome MUITO!  (:

sexta-feira, 26 de março de 2010

"Se eu pudesse contar as lágrimas que chorei na véspera e na manhã, somaria mais que todas as vertidas desde Adão e Eva. Há nisto alguma exageração; mas é bom ser enfático, uma ou outra vez, para compensar este escrúpulo de exatidão que me aflige. Entretanto, se eu me ativer só à lembrança da sensação, não fico longe da verdade; aos quinze anos, tudo é infinito."
Dom Casmurro - Machado de Assis

quinta-feira, 25 de março de 2010

As folhas caem, as pessoas mudam..
quem me dera não ser mais quem eu era?
ou eu realmente não sou mais?
as coisas de antigamente não dão mais prazer,
as pessoas não me convencem mais,
amor? só se for real..
se for pra melhor ou pra pior não sei,
mais ser tão completa e ao mesmo tempo tão vazia
não tem tanta graça..
Estou tão feliz agora, mais que felicidade é essa?
as músicas não me completam mais, não entendem..
viver a vida intensamente, oque isso significa?
Por que uma vida sensata não pode ser ardente?
é nem sei o que eu quero pra mim..
o errado atrai mais não convence,
o que é certo convém mais não preenche..
tantas duvidas que só o tempo pode responder..
"Eu te odeio", disse ela para um homem cujo crime único era o de não amá-la. "Eu te odeio", disse muito apressada. Mas não sabia sequer como se fazia. Como cavar na terra até encontrar a água negra, como abrir passagem na terra dura e chegar jamais a si mesma?
- Clarice Lispector
''Ela acreditava em anjos e, porque acreditava, eles existiam.''
Clarice Lispector (A Hora da Estrela)



sexta-feira, 19 de março de 2010

Já fazem anos desde a primeira vez que eu vi esse poema, mais eu sou apaixonada por ele:


A Vida
Florbela Espanca

É vão o amor, o ódio, ou o desdém;
Inútil o desejo ou o sentimento...
Lançar um grande amor aos pés de alguém
O mesmo é que lançar flores ao vento!


Todos somos no mundo "Pedro Sem",
Uma alegria é feita dum tormento,
Um riso é sempre o eco dum lamento,
Sabe-se lá um beijo de onde vem!


A mais nobre ilusão morre... desfaz-se...
Uma saudade morta em nós renasce
Que no mesmo momento é já perdida...


Amar-te a vida inteira eu não podia.
A gente esquece sempre o bem de um dia.
Que queres, meu Amor, se é isto a vida!...

quarta-feira, 17 de março de 2010

Dai-me um ponto de apoio e moverei o mundo.
(Arquímedes)

terça-feira, 16 de março de 2010


Às vezes, no silêncio da noite
Eu fico imaginando nós dois
Eu fico ali sonhando acordado, juntando
O antes, o agora e o depois
Por que você me deixa tão solto?
Por que você não cola em mim?
Tô me sentindo muito sozinho!
Não sou nem quero ser o seu dono
É que um carinho às vezes cai bem
Eu tenho meus desejos e planos secretos
Só abro pra você mais ninguém
Por que você me esquece e some?
E se eu me interessar por alguém?
E se ela, de repente, me ganha?
Quando a gente gosta
É claro que a gente cuida
Fala que me ama
Só que é da boca pra fora
Ou você me engana
Ou não está madura
Onde está você agora?